InícioCriptomoedasBitget Wallet lança uma carteira MPC com suporte para a blockchain de...

Bitget Wallet lança uma carteira MPC com suporte para a blockchain de Telegram TON

Bitget Wallet acabou de lançar uma bomba de mão anunciando o lançamento de uma carteira MPC conectada com o Telegram e a blockchain de TON.

Trata-se da primeira carteira de cálculo multipartes desenvolvida dentro do ecossistema Telegram, capaz de oferecer maior segurança e flexibilidade à comunidade

A colaboração entre TON e Bitget poderia favorecer a integração de uma massa de usuários de ambas as partes, impulsionando a adoção das criptomoedas.
Vejamos todos os detalhes a seguir.

O que é uma wallet “multi-party-computation” (MPC)?

Antes de nos aprofundarmos na notícia que tem como protagonistas Bitget Wallet e a blockchain TON do Telegram, vejamos brevemente o que é uma carteira MPC.

Os chamados wallet de cálculo multiparte são soluções não custodiais que utilizam a criptografia de chave pública de forma colaborativa para assinar transações.

Normalmente, para cada wallet privado, existe um único titular que detém e guarda as chaves privadas necessárias para realizar operações.

Neste caso, os MPC são projetados para oferecer uma operação compartilhada entre vários usuários, “dividindo” a chave privada em várias partes: cada usuário detém uma parte desse recurso, suficiente para garantir a participação criptográfica na blockchain.

Este tipo de abordagem elimina a necessidade de revelar a chave completa em vários dispositivos, melhorando assim a segurança em um ambiente digital compartilhado.

Quando uma transação requer uma assinatura, os co-titulares da carteira colaboram para gerar a assinatura sem reconstruir inteiramente a chave privada, garantindo que os recursos permaneçam seguros durante todo o processo.

bitget wallet mpc telegram ton
Fonte: https://medium.com/1kxnetwork/wallets-91c7c3457578

As vantagens de utilizar uma wallet MPC, como aquela idealizada pela Bitget Wallet com suporte para TON blockchain, são muitas.

Em primeiro lugar, oferecem uma segurança sem precedentes, permitindo mitigar os riscos do processo de autocustódia de frases mnemônicas.

Oferecendo também uma colaboração fluida entre diferentes partes, essas soluções adicionam flexibilidade e máximo controle aos usuários finais.

É importante notar, no entanto, que há também desvantagens, pois os MPC são tendencialmente mais caros de utilizar e por vezes resultam muito lentos.

Nem todas as carteiras MPC são open-source e interoperáveis, portanto, sua usabilidade pode ser limitada: é por isso que a Bitget pensou em adicionar uma integração para o ecossistema Telegram.

Diferença entre wallet multisig e MPC

De destacar como as carteiras de cálculo multipartes diferem das carteiras multisignature, mesmo que apresentem características semelhantes.

Em particular as carteiras multifirma permitem também a utilização compartilhada entre vários usuários, mas exigem a autenticação de DUAS OU MAIS chaves privadas.

Enquanto os MPC se baseiam na fragmentação de uma única chave privada, aqui cada co-titular da carteira detém uma chave por inteiro.

Quando uma das partes constituintes do multisignature avança uma transação, as outras devem assinar a operação mostrando a sua própria frase de acesso secreta.

Cada chave privada corresponde então à chave pública, ou seja, ao endereço criptográfico de cada “signers”. Normalmente, essas soluções exigem a assinatura de apenas uma parte dos potenciais signers, por exemplo, 2 de 4 ou 3 de 4.

Fonte: https://medium.com/1kxnetwork/wallets-91c7c3457578

Tanto as carteiras multisig quanto os MPC são projetados para reforçar a segurança cibernética em blockchain e oferecer mais flexibilidade na gestão de uma carteira compartilhada.

De um modo geral, as carteiras MPC são mais simples e intuitivas de implementar, enquanto as multisig podem ser consideradas mais impenetráveis.

Exatamente por esse motivo, várias equipes de projetos criptográficos gerenciam suas finanças digitais em soluções multifirma. Safe representa o provedor multisig mais conhecido e utilizado no mundo blockchain.

Bitget Wallet lança solução MPC para o ecossistema Telegram e a blockchain de TON

Após a introdução inicial, vamos ao cerne da notícia de hoje que vê a Bitget Wallet lançar uma solução MPC com integração para a blockchain de TON

A escolha de desenvolver um produto desse tipo é motivada pelo fato de que esse tipo de portfólio ainda não está presente dentro do ecossistema Telegram.

De fato, todas as carteiras de cálculo multipartes referem-se a ambientes EVM (Ethereum) e SVM (Solana), além das várias coberturas existentes no Bitcoin.

Ao fazer isso, a Bitget adiciona uma ferramenta conveniente e segura à comunidade TON, que tem crescido fortemente nos últimos meses graças à tendência das mini-apps do Telegram.

A equipe da exchange Bitget já havia inaugurado em outubro do ano passado a tecnologia MPC lançando uma própria solução de carteira compartilhada não-custodial.

Com esta nova jogada, a sociedade criptográfica com sede nas Seychelles abre-se à vastidão do mundo Telegram, adicionando um novo componente tecnológico.

Este marco sublinha o commitment da Bitget em apoiar o desenvolvimento de um ambiente blockchain seguro capaz de  melhorar a experiência do utilizador.

No futuro muito provavelmente a tecnologia MPC será lançada também em outras cadeias emergentes, seguindo gradualmente as necessidades dos novos clientes.

Agora, com este novo produto disponível no campo de TON, os seguidores do ecossistema Telegram podem unir-se mais facilmente na interação com a suite de dapp.

Especialmente no setor gaming, esta integração abre novas tipologias de conexões digitais, permitindo gerenciar simplesmente uma carteira em mais pessoas.

Preparemo-nos para a era dos mini-jogos de equipe desenvolvidos no Telegram e alimentados por TON com o auxílio paralelo dos softwares da Bitget.

Parceria Bitget e Telegram: possibilidade de crescimento em ambos os fronts

A parceria entre Bitget e TON, além de introduzir uma vantagem no front tecnológico, cria as condições para um crescimento de ambas as comunidades.

Graças ao suporte da mídia social Telegram, que conta com quase 1 bilhão de usuários ativos, TON tem o potencial para trazer os usuários Web2 para o espaço Web3.

Isso permite automaticamente que os mesmos clientes Web2 conheçam todos os produtos desenvolvidos pela Bitget, com possível onboarding na crypto exchange.

A fama e popularidade da blockchain de TON, que conta com um TVL de 700 milhões de dólares, poderia assim atrair novos clientes para a Bitget.

De destacar também como a rede TON, a demonstração de sua massiva utilização, tenha recentemente alcançado a marca de 100 milhões de transações. Em junho do ano passado, contava com apenas 10 milhões de tx.

Fonte: https://cryptoquant.com/community/dashboard/664f4181175b1a29569339c1

Ao mesmo tempo, a solução MPC da Bitget Wallet facilita a integração de novos usuários no ecossistema Telegram. De fato, ela permite criar e importar carteira através de e-mail, Google, ID Apple e outros métodos sem a necessidade de guardar frases mnemônicas ou chaves privadas.

Esta nova solução é pensada precisamente para apoiar a próxima onda de adoção mainstream das criptomoedas: é claro que com o crescimento da indústria criptográfica são necessárias novas soluções para o suporte blockchain não-custodial, em particular para a gestão de ativos de forma compartilhada.

Em relação a esta notícia, lvin Kan, COO da Bitget Wallet, declarou o seguinte:

“Bitget Wallet se dedica à construção de infraestruturas cruciais, à introdução de produtos inovadores e à promoção da adoção em massa das criptomoedas. Na qualidade de carteira líder no ecossistema TON, visamos fornecer um ponto de entrada sem igual no Web3 para os usuários Web2.”

RELATED ARTICLES

MOST POPULARS

GoldBrick